Fundação Cultural Cassiano Ricardo

ossjcA Orquestra Sinfônica de São José dos Campos (OSSJC) se apresenta neste domingo (27), às 10h30, no Parque Vicentina Aranha (Rua Engenheiro Prudente Meireles de Moraes, 302), na Vila Adyana, e na quarta-feira (30), às 20h, no Teatro Municipal (Rua Rubião Júnior, 84, Shopping Centro). Para estes concertos, o maestro Marcello Stasi selecionou um repertório com obras de Rossini, Alberto Nepomuceno, Tchaikovsky e Dvorak.

A apresentação deste domingo (27), gratuita e aberta ao público, é em comemoração aos 90 anos do Vicentina Aranha. Chamado de Piquenique Sinfônico, o concerto será ao ar livre, com distribuição de frutas, sorvetes e água. A abertura será com a ópera “Guilherme Tell”, de Rossini. Para homenagear a fundação do Sanatório Vicentina Aranha, a orquestra apresentará uma polca do brasileiro Luciano Gallet, composta há cerca de 90 anos.

A mesma música estará na apresentação de quarta-feira (30), no Teatro Municipal. Para este concerto, os ingressos são gratuitos e começaram a ser distribuídos na quarta-feira (23), na portaria do Parque Vicentina Aranha. É permitida a retirada de até dois ingressos por pessoa.

A peça Série Brasileira, de Alberto Nepomuceno, também faz parte do repertório. A obra, que foi apresentada pela primeira vez em 1902, tem um papel de destaque na história da música brasileira de concerto. Foi a primeira a utilizar o reco-reco e percebe-se em todos os movimentos a busca por uma maneira genuinamente nacional de escrever para orquestra.

A obra “Romeu e Julieta” foi escolhida em homenagem aos 450 anos do escritor Shakespeare. O romance exerceu enorme fascínio em Tchaikovsky, inspirando a composição de sinfonias baseadas em três das suas mais importantes peças teatrais. Tchaikovsky soube retratar musicalmente as principais facetas da história dramática sobre o amor proibido entre Romeu e Julieta: o romance, a turbulência, a sensualidade e a tragicidade.

“Não é à toa que a peça ficou popular, pois foi muito bem escrita. É difícil alguém não se emocionar ouvindo Romeu e Julieta. Essa peça promete cativar o público pela beleza das melodias”, comenta o maestro e diretor artístico da Orquestra, Marcello Stasi.

Para fechar o concerto, a Orquestra vai apresentar um conjunto de danças orquestrais do compositor Dvorak, inspiradas na música folclórica eslava. Orquestradas com grande maestria, as peças alternam empolgação rítmica com momentos de delicadeza e sensualidade.

A OSSJC foi criada em 2004 e tem o maestro Marcello Stasi como seu regente titular e diretor artístico. A Orquestra é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e Secretaria de Educação, tendo a Associação Joseense para o Fomento da Arte e da Cultura (AJFAC) como entidade gestora.

Além das apresentações regulares, a OSSJC possui os conjuntos de câmara: Orquestra de Cordas e Quarteto de Cordas.

Programação



 

Links