Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Público lotou a plateia para assistir às apresentações da manhã desta sexta / Foto: Paulo Amaral

O Cine Teatro Benedito Alves da Silva, na região central de São José dos Campos, foi reaberto na manhã desta sexta-feira (12) com espetáculos musicais que emocionaram o público. Se apresentaram o Coro Jovem e a Orquestra Jovem, dois importantes programas mantidos pela Prefeitura, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

Autoridades municipais, filho e neto do patrono do espaço cultural, familiares dos músicos e dos coralistas e a população em geral lotaram a plateia do Cine Teatro.

Entre os convidados, estava Gilson e Gabriel Alves da Silva, neto e filho de Benedito Alves da Silva, o construtor do Cine Teatro na década de 40. Orgulhoso do novo espaço e feliz com a reabertura, seu Gabriel subiu ao palco e relembrou algumas das realizações do pai que marcaram a história da cidade.

Pisar no palco do Cine teatro também deixou o regente da Orquestra Jovem de São José dos campos, Willian Wanderlan, emocionado. “Esse teatro foi onde fiz a minha primeira apresentação musical ao público. A boa acústica que o local oferece faz com que a orquestra se destaque”, afirmou.  

Para este final de semana, a programação prevê teatro para crianças e adultos e espetáculo musical.

Ainda nesta sexta, às 20h, se apresenta o grupo teatral Os Parlapatões, com a peça ‘Os Mequetrefe’, que traz quatro palhaços vivendo um dia de total “nonsense”. No espetáculo, revelam como a desconstrução da lógica cotidiana pode abrir espaço para outras maneiras de encarar a vida. Vivendo situações bem comuns, esses cidadãos nada comuns provocam uma série de confusões tão hilárias quanto poéticas.

No sábado (13), às 20h, é a vez do San Jazz, um coletivo artístico formado por Henrique Macedo (baixo), Raul de Sá (piano e teclado), Elias Pontes (bateria) e Reniton Carlos (saxofone), com participação especial de Chico Oliveira (trompete) e Lucas Andrade (guitarra).

E no domingo (14) quem sobe ao palco é a Cia. Tomara Que Não Chova, com o espetáculo teatral ‘Caravana Roliday’. A peça narra o encontro entre um mestre de cerimônias maluco, o Catraca, e um explosivo palhaço, o Espuleta. Agora tudo pode acontecer! Malabarismos, mágicas, e “perigosos números” prometem encantar a plateia.

Todos os ingressos devem ser reservados, no próprio local, com meia hora de antecedência.

Mais segurança

O espaço cultural passou uma ampla reforma e adequações para a obtenção do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), garantindo a segurança dos funcionários e frequentadores. Foi instalado sistema de detecção e extração de fumaça, trocado o piso, feita pintura intumescente (resistente ao fogo) no forro de madeira e em estruturas metálicas, além da instalação de corrimão em vários setores (incluindo a área do fundo do palco), portas corta-fogo com barras anti-pânico, entre outras exigências feitas pelo Corpo de Bombeiros.

História

O espaço cultural, com capacidade para 270 pessoas, é preservado pela lei municipal 8571/12, de 5 de janeiro de 2012. O Cine Teatro foi construído entre os anos de 1946 e 1950, por iniciativa da Paróquia São José. Ele foi concebido para ser salão paroquial, destinado a festas beneficentes e de cunho religioso.

Ao se tornar cine teatro, foi batizado de Benedito Alves da Silva em homenagem ao seu construtor. O local foi utilizado para diversas atividades culturais, principalmente a apresentação de espetáculos teatrais, de dança e projeções cinematográficas.

 

Cine Teatro Benedito Alves da Silva
Rua Rui Dória, 935 - Centro

Publicado em: 12/07/2019

Programação



 

Links