Fundação Cultural Cassiano Ricardo


Espetáculo Pas de Deux de Don Quixote. Foto: Clarissa Lambert.

Depois de dez dias de muitas ações e ritmos variados por toda a cidade, a 30° edição do Festidança chega ao fim neste domingo (23). A Gala de Encerramento terá o espetáculo da São Paulo Cia de Dança, composto por três números – Suíte de Raymonda, Pas de Deux de Don Quixote e Fada do Amor, abrindo a noite. A apresentação acontece às 19h, no Teatro Municipal.

As reservas de ingressos poderão ser feitas pelo site da fundação ou, em caso de estar esgotados, o interessado deve ir até a bilheteria do próprio teatro, com duas horas antes do espetáculo. O ingresso é solidário: macarrão ou molho de tomate.

A Gala de Encerramento conta também com a cerimônia de entrega dos prêmios aos melhores do festival e uma homenagem especial aos bailarinos que já participaram do festival ao longo dessas últimas três décadas.

Números do Espetáculo

Suíte de Raymonda, obra de Guivalde de Almeida, parte da versão original de 1898 de Marius Petipa e integra o terceiro ato da obra. Em cena assistimos ao casamento de Raymonda com João de Brienne.

O Pas de Deux de Dom Quixote é o momento do casamento de Kitri e Basílio, personagens principais dessa obra. Coreografado por Marius Petipa, o balé Don Quixote é baseado num capítulo da famosa obra de Miguel de Cervantes, que narra as aventuras do barbeiro Basílio e seu amor por Kitri, a filha do taberneiro.

Fada do Amor é um duo que traduz a energia e o amor da fada pelo ser humano marcado por sua entrega e delicadeza. O Pas de Deux integra Dr. Coppélius, O Mago de Marcia Haydée, uma releitura de Coppélia. A magia desta obra nos leva a perceber a leveza da bailarina que cruza a cena nos braços do bailarino.

Perfil da Cia

Criada pelo Governo de São Paulo e dirigida pela bailarina, professora, documentarista e escritora, Inês Bogéa, a São Paulo Cia de Dança traz em seu repertório remontagens de obras clássicas e modernas, além de peças inéditas, criadas especificamente para o seu corpo de bailarinos.

A companhia traz também, inspirações musicais de Jóhann Jóhannsson, Wim Mertens, Stravinsky e Max Richter, que possibilitam a contemporaneidade nas dinâmicas e movimentos da dança. Além da coreografia marcante, a São Paulo Cia de Dança apresenta características remodeladoras, onde os traços do clássico unem-se aos diferenciais.

Desde sua criação, a companhia já foi assistida por um público superior a 660 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por mais 136 cidades, em mais de 860 apresentações. Também já acumulou 25 prêmios, nacionais e internacionais.

Teatro Municipal 
Rubião Júnior, 84 (3º piso) – Centro

(12) 3942-1144 / 3924-7300 

Programação



Links